terça-feira, 25 de novembro de 2008

Sensitivo

Sensitivo

Sensível ao deslocamento rápido do cursor na tela

Um poema de apalpo

Regozija-se com algo

Causo prurido na mazela

Tornar-se pública a dor

Antes peculiar

Não aufere pecúlio

Fere como adorno

Felicidade relativa ao fel

Cidade ativa ele

Idade explicativa

Morre fiel

Ao seu criador

Essa uiofobia de timbro

O remate ao limbo

Imbróglio quando ri da dor

Usa-se o estigmônio

Para um estigma

Que estica o enigma

Do pseudônimo.


2 comentários:

eu disse...

Oi Ednei!!! Vim dar os parabéns pelo seu Blog e dizer que eu amo o que você escreve. Você escreve muito bem!

Beijos!
Rosangela

Giseli Gobbo disse...

E aí menino!

Que bom que fez este Blog, assim poderemos curtir seus escritos estimulantes. Parabéns,

Beijos, Giseli